chame o atendimento emergencial agora!

Luto: Como explicar a morte para crianças?

Luto Como explicar a morte para crianças

Compartilhe:

A morte é um assunto difícil para todos, independentemente da idade. Mas, para explicarmos o processo de morte para uma criança, acaba sendo muito mais complexo.

Como você pode abordar esse assunto com sensibilidade e cuidado? Pensando nisso, o Cemitério.NET.br preparou alguns tópicos importantes sobre o tema, que irão te ajudar. Vamos lá?

A criança deve saber que a morte é um processo natural

A morte é um assunto delicado e, às vezes, difícil de abordar. No entanto, é importante que as crianças saibam que ela é um processo natural e que acontece com todos os seres vivos.

É importante ensinar para as crianças que perder um ente querido faz parte da vida e que ela não deve ser temida. Mas, como podemos explicar o assunto?

Os pais ou familiares podem prover com exemplos, como: comparar a morte às estações do ano, assim como o outono e o inverno são seguidos pela primavera e o verão, a morte é seguida pela vida.

As crianças também precisam saber que a morte não é algo que possamos controlar. Não podemos evitar que aconteça.

A morte faz parte de um ciclo

A morte faz parte de um ciclo, onde nascemos, vivemos e morremos. Ela pode ser natural, causada por doença ou acidente, ou pode ser provocada pelo homem, através do assassinato ou da eutanásia. A morte é um mistério, ninguém sabe ao certo o que acontece depois dela.

Algumas pessoas acreditam que a alma continuará existindo em outro lugar, enquanto outras pensam que a morte é o fim de tudo.

Explicando a morte para crianças: orientações para os pais

Antes de mais nada, é importante lembrar que as crianças também estão passando por um momento difícil e precisam de apoio e compreensão. Por isso, é importante procurar ajuda, se você estiver enfrentando esse problema.

Existem diversos recursos disponíveis para ajudar os pais nessa situação difícil. Algumas orientações podem ser úteis para abordar esse tema com os filhos, como:

– Procure conversar sobre o assunto de uma forma delicada e através de exemplos;

– Evite criar confusões nos conceitos e expectativas que não existem;

– Saiba entender as manifestações físicas e os sentimentos da criança;

– Fique atento às mudanças de comportamento, de apetite ou alterações no sono e no humor.

– Procure ajuda de um profissional se perceber tristezas contínuas.

Fique atento com a criança

As crianças podem reagir de diversas maneiras a uma morte. Algumas ficam caladas, outras choram muito e há aquelas que permanecem indiferentes. Nesse último caso, é importante conversar com a criança para saber o que ela está pensando e sentindo.

É normal que ela se sinta triste, angustiada ou até mesmo irritada, mas é extremamente importante ajudá-la a expressar esses sentimentos.

Algumas crianças têm dificuldade em compreender a morte, pois para elas tudo é eterno. Elas podem ficar confusas e com medo de que algo ruim aconteça com os seus pais ou amigos. Nesses casos, é fundamental explicar de forma simples e clara o que aconteceu e garantir que a criança esteja se sentindo segura.

Sabemos o quanto a morte é um assunto difícil de ser tratado, mas é preciso conversar sobre o tema com os pequenos. Isso permitirá que eles compreendam o que está acontecendo e lidem da melhor maneira possível com a perda.

É extremamente importante que os pais estejam atentos às dúvidas e sentimentos das crianças para poderem ajudá-las nesse momento difícil. E lembre-se que a ajuda de um profissional também é muito importante nesta fase tão difícil.

Quais São Os Cemitérios Mais Famosos Do Mundo?

Avalie essa página!

0 / 5

Your page rank:

Você também pode gostar

Newsletter

Seja o primeiro a receber as notícias!